01-02-2019
Maluf quer manter alta produtividade parlamentar e vai definir postura política dentro do PSDB

Maluf já foi presidente e primeiro-secretário da ALMT e se destacou nos últimos anos por sua atuação parlamentar, consolidando-se como o deputado mais produtivo do estado.

 
 
RENATA NEVES
Assessoria de Imprensa
 
Empossado nesta sexta-feira (01) para exercer o seu quarto mandato como deputado estadual durante a 19ª legislatura, Guilherme Maluf (PSDB) afirmou que irá se empenhar para permanecer no posto de parlamentar mais produtivo do estado.
 
“Nos próximos quatro anos eu me dedicarei integralmente à atividade parlamentar, buscando ampliar as discussões sobre temas importantes para o estado e os cidadãos mato-grossenses. Agora, fora da Mesa Diretora, terei mais tempo e mais tranquilidade para debater diversos temas e propor legislações. Cada legislatura é uma missão, uma conjectura política. O país passa por mudanças e nós entendemos o recado passado pela sociedade através das urnas: ela quer políticos atuantes, transparentes e é assim que permanecerei sendo nesse novo mandato”, declarou.
 
No último mandato (2015-2018) Maluf assumiu a presidência da Assembleia Legislativa e, posteriormente, a primeira-secretaria, ocasiões em que pôde implantar diversas mudanças que resultaram em economia de recursos, aumento da transparência e aproximação do Parlamento com a sociedade.
 
No mesmo período, Maluf também se destacou por sua atuação parlamentar, consolidando-se como o deputado mais produtivo do estado. Foram mais de 2 mil proposições apresentadas e 30 leis de sua autoria sancionadas.
 
“O foco da minha atuação continuará sendo a saúde, a segurança e a educação, áreas que considero prioritárias. Nos últimos anos, apresentei centenas de proposições visando melhorias nessas áreas e muitas delas foram aprovadas e viraram leis. Não medirei esforços para retribuir, com muito trabalho e dedicação, a confiança do povo mato-grossense”, frisou.
 
Empenhado em fazer a diferença e contribuir com a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos mato-grossenses, o deputado reapresentará nos próximos dias cerca de 70 projetos de sua autoria. 
 
“São projetos muito bons, que preveem melhorias em diversas áreas, mas que não chegaram a ser votados na legislatura passada. Vou reapresentá-los agora porque no início de uma nova legislatura todos os projetos que não foram apreciados ao menos em primeira votação em plenário vão automaticamente para o arquivo”, explicou.
 
Posicionamento político
 
Em relação ao posicionamento político que adotará nesta nova legislatura, Guilherme Maluf afirmou que debaterá o assunto com seu partido e com o companheiro de bancada, deputado Wilson Santos, antes de tomar uma decisão.
 
“Vou ouvir bastante o PSDB antes de tomar essa decisão. No entanto, eu nunca fui uma pessoa radical. Eu não sei fazer oposição radical, até porque eu acho que esse tipo de oposição é uma oposição burra e eu não vou fazer esse tipo de coisa. Os interesses de Mato Grosso estão em primeiro lugar”, afirmou.
 
O parlamentar mais produtivo
 
Nos últimos quatro anos Guilherme Maluf apresentou 231 projetos de lei relevantes, por meio dos quais propôs melhorias às áreas da saúde, educação, segurança, cultura, esporte, habitação e assistência social, entre outras. 
 
Do total de projetos apresentados, 30 foram sancionados e transformados em leis que beneficiam os cidadãos mato-grossenses, como a Lei nº 10.664, que classifica como deficiência visual a visão monocular no âmbito do Estado de Mato Grosso, a Lei nº 10.661, que institui a Política Estadual de Fomento ao Voluntariado, e a Lei nº 10.611, que obriga as escolas da rede estadual de ensino a fornecerem merenda escolar adaptada para alunos que possuem algum tipo de restrição alimentar.
 
No rol de proposições de sua autoria constam ainda 91 projetos de resolução, 75 requerimentos, 69 resoluções, 14 projetos de lei complementar e 7 projetos de emenda constitucional.
 
Na legislatura passada Guilherme Maluf também atuou ativamente na defesa dos cidadãos mato-grossenses, presidindo duas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI’s). 
 
Ele foi o autor do pedido para instalação da CPI que apurou denúncias de irregularidades de cobranças e operacionalização dos empréstimos consignados aos servidores públicos estaduais e também presidiu por um período a CPI que investigou desvios de recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Gestão na presidência da ALMT
 
Durante o período em que respondeu pela presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (2015-2017), Guilherme Maluf realizou feitos inéditos, que resultaram em maior transparência, eficiência e economia de recursos, beneficiando toda a população mato-grossense.
 
Pela primeira vez na história, a Assembleia Legislativa devolveu R$ 20 milhões ao Governo do Estado para aquisição de 145 ambulâncias, que foram distribuídas aos 141 municípios mato-grossenses para transporte de pacientes. 
 
Iniciativas adotadas neste período garantiram à Assembleia Legislativa de Mato Grosso o título da mais transparente entre as casas legislativas do Centro-Oeste brasileiro e a 6ª colocada em nível nacional.
 
Enquanto presidente, Guilherme Maluf também idealizou e implementou o projeto “Assembleia Itinerante: Valorizando o Legislativo”, que tem o objetivo de levar o Parlamento aos municípios mato-grossenses, ofertando aos cidadãos atendimentos gratuitos nas áreas de cidadania, saúde e educação.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
PRODUTIVIDADE

Maluf apresenta 20 projetos de lei com propostas de melhorias em diversas áreas

Leia mais
DIÁLOGO

Maluf recebe demandas de delegados de Mato Grosso

Leia mais

Newsletter

Entre em contato conosco : imprensagmaluf@gmail.com
Telefone: 3313-6550 3313-6290 3313-6291
Você também pode usar o formulario ao lado.
Ou faça-nos uma visita.
Assembleia Legislativa do Estado de Mato-Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo
Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

2015 © Guilherme Maluf. Todos os direitos reservados.